Inscrições

Olá, estamos reformulando o sistema de inscrições, que logo retornará para melhor atendê-lo, por hora as inscrições devem ser feitas pela própria federação organizadora.
Aniversariantes do mês

02/12
Jenniffer Figueiredo de Meira Lima - PB
06/12
Rosen Lima dos Santos - PB
11/12
- PB
12/12
- PB
17/12
Maria Tereza Sarmento - BA
21/12
- PB
29/12
Lucas Dantas Medeiros - PB
 

Imagem 1
Imagem 2
Imagem 3
Imagem 4


Notícias

O Enduro alia velocidade e resistência!
10/05/2018 - Fonte: Cavalus

Você conhece essa prova onde as trilhas vão de 35 a 160 quilômetros?
As corridas a cavalo por longas distâncias fazem parte da história do homem desde que estes animais foram domesticados. O Enduro que conhecemos hoje é resultado de uma evolução já quase bicentenária e seu precursor foi o ‘Pony Express’, correio americano a cavalo que, entre 1860 e 1861, atravessava os Estados Unidos de leste a oeste, entre Saint Joseh, no Missouri, e Sacramento, na Califórnia.

Criado por William Russell, William Waddell e Alexander Magors, o ‘Pony Express’ estabelecia postos onde os cavalos eram trocados, em trechos que variavam de 10 a 15 milhas, enquanto os cavaleiros eram substituídos a cada 75 ou 100 milhas. Em 1883, o lendário Búffalo Bill criou um show que incluía uma prova de longa distância em homenagem ao ‘Pony Express’. Levado para a Europa, esta competição acabou inspirando a criação das provas de resistência.

Modalidade integrante do quadro da Confederação Brasileira de Hipismo, a palavra Enduro é de origem inglesa – Endurance -, uma competição longa em que a velocidade deve se adequar à resistência. Seus fundamentos são simples e a prática proporciona uma interação do homem com o cavalo e dos dois com a natureza. A trilha impõe percursos que vão de 35 a 160 quilômetros. Atualmente, o Enduro é considerado o esporte equestre, CBH e FEI, que mais cresce no mundo, marcando presença em 61 países e praticado por mais de 40 mil competidores.

As competições se dividem em Velocidade Limitada e Velocidade Livre. Os competidores que estão ingressando na modalidade começam nas provas de Velocidade Limitada. Os percursos vão de 15 a 60 quilômetros e a velocidade é determinada pelos organizadores da prova. Quem termina dentro do tempo pré-determinado, ou o mais próximo dele, vence. No entanto, é imprescindível que o animal apresente batimento cardíaco baixo e boas condições físicas para o conjunto não ser eliminado.

A cada etapa do percurso, ou a cada anel, como são chamadas as fases da prova, e que podem variar de 15 a 25 km entre um e outro, o animal passa pelo vet-check (avaliação veterinária) e só é liberado para dar continuidade à prova se apresentar condições de permanecer na trilha, caso contrário o conjunto é eliminado da competição. A mudança de categoria se caracteriza pelo aumento do percurso e da velocidade.

As provas de Velocidade Livre são disputadas contra o relógio e as distâncias variam de 40 a 160 quilômetros. Condicionamentos físicos e emocionais devem estar atrelados e garantem o cumprimento da prova. Os aneis são distribuídos de 10 a 40 quilômetros e, da mesma forma que na Limitada, o animal só é liberado no vet-check se sua frequência cardíaca atingir o número de batimentos estipulados para cada categoria.

No Brasil, o Enduro Equestre chegou no início dos anos 80 com competições de 12 a 20 quilômetros que faziam parte das provas da Associação Brasileira de Hipismo Rural. A Associação Brasileira de Criadores do Cavalo Árabe foi importante no fomento do esporte nesse início. A primeira prova foi realizada em 1989, em Tremembé/SP, e é uma modalidade oficial da CBH desde o ano seguinte. Foi justamente em 1990 que a CBH realizou o primeiro campeonato brasileiro da modalidade.

O esporte encontrou no Brasil condições favoráveis para seu desenvolvimento: variação de trilhas em todas as regiões do País, clima e volume de animais. Apesar de aberto a todas as raças, são os cavalos de sangue Árabe os maiores protagonistas do esporte. Assim como as demais modalidades integrantes do quadro CBH/FEI, o Enduro envia competidores para as principais competições internacionais.


Comente | Comentários desta Notícia (0)


Outras Notícias
federações FILIADAS

nossos PARCEIROS


mídias SOCIAIS




nosso ENDEREÇO

Circuito N-NE de Hipismo
Fone.:(81)3343-5970/(81)3343-4837 | hipismo@hipismonortenordeste.com.br

Av. Bernardo Vieira de Melo, 428 - Sala 204
Piedade - Jaboatão dos Guararapes - Recife-PE | CEP: 54.440-620