Inscrições

Olá, estamos reformulando o sistema de inscrições, que logo retornará para melhor atendê-lo, por hora as inscrições devem ser feitas pela própria federação organizadora.
Aniversariantes do mês

02/12
Jenniffer Figueiredo de Meira Lima - PB
06/12
Rosen Lima dos Santos - PB
11/12
- PB
12/12
- PB
17/12
Maria Tereza Sarmento - BA
21/12
- PB
29/12
Lucas Dantas Medeiros - PB
 

Imagem 1
Imagem 2
Imagem 3
Imagem 4


Notícias

Melhor cavalo que o Brasil teria nas Olimpíadas sofre acidente e é sacrificado
19/04/2016 - IG Esporte

Grass Valley, de origem irlandesa, tinha 16 anos e chegou a ser a sela do bicampeão olímpico Mark Todd
O hipismo brasileiro sofreu um duro golpe neste domingo. Principal montaria de Gabriel Cury, o cavalo Grass Valley sofreu um acidente durante o Internacional Belton Horse Trials, na Inglaterra, e precisou ser sacrificado. O animal, de origem irlandesa, tinha 16 anos e chegou a ser a sela do bicampeão olímpico Mark Todd, que ganhou bronze no Mundial de 2010 com ele.

O conjunto formado por Gabriel Cury e Grass Valley levou o Brasil aos seus melhores resultados internacionais no CCE. No ano passado, o garoto foi o melhor jovem cavalheiro em Badminton (evento mais tradicional do CCE, disputado na Inglaterra) e obteve o quarto lugar num evento de nível máximo do circuito mundial em Boekelo, na Holanda.

Cury não disputou os Jogos Pan-Americanos de Toronto porque sofreu uma lesão jogando futebol num churrasco na Inglaterra, onde mora. O garoto tem como treinador pessoal o bicampeão olímpico Mark Todd, neozelandês que também comanda a seleção brasileira.

No domingo, o animal machucou a pata durante a prova de cross country em Belton, chocando-se contra um obstáculo sólido. Horas depois, precisou ser sacrificado. "Muito obrigado pela nossa jornada vitoriosa. Só sou grato por você, Sem palavras para descrever a nossa parceria. Fique bem aí em cima", postou Gabriel nas redes sociais.

Toda a curta carreira de Cury, mais jovem cavalheiro dos Jogos Mundiais Equestres de 2014, foi montando Grass Valley, que pertencia à família do atleta. Internacionalmente, ele só competiu com um outro animal, Phineas Finn, que usou apenas em torneios de menor nível técnico.

O Brasil estará com equipe completa no CCE nos Jogos Olímpicos do Rio, com quatro conjuntos. No Pan do ano passado, ganhou prata por equipes e bronze no individual, com Ruy Fonseca. A equipe em Toronto ainda teve Henrique Pinheiro, Marcio Jorge e Carlos Parro. Com Marcelo Tosi no time, o Brasil foi sétimo no Mundial de 2014.


Comente | Comentários desta Notícia (0)


Outras Notícias
federações FILIADAS

nossos PARCEIROS


mídias SOCIAIS




nosso ENDEREÇO

Circuito N-NE de Hipismo
Fone.:(81)3343-5970/(81)3343-4837 | hipismo@hipismonortenordeste.com.br

Av. Bernardo Vieira de Melo, 428 - Sala 204
Piedade - Jaboatão dos Guararapes - Recife-PE | CEP: 54.440-620