Inscrições

Olá, estamos reformulando o sistema de inscrições, que logo retornará para melhor atendê-lo, por hora as inscrições devem ser feitas pela própria federação organizadora.
Aniversariantes do mês

02/12
Jenniffer Figueiredo de Meira Lima - PB
06/12
Rosen Lima dos Santos - PB
11/12
- PB
12/12
- PB
17/12
Maria Tereza Sarmento - BA
21/12
- PB
29/12
Lucas Dantas Medeiros - PB
 

Imagem 1
Imagem 2
Imagem 3
Imagem 4


Notícias

Confederações receberão R$ 90 milhões dos recursos da Lei Agnelo/Piva em 2013
17/01/2013 - Fonte: Comitê Olímpico Brasileiro

Com a presença do Ministro dos Esportes, Aldo Rebelo e de dez atletas da Comissão de Atletas, o Comitê Olímpico Brasileiro - COB anunciou, durante sua última reunião de trabalho, que as Confederações Brasileiras Olímpicas receberão em 2013 R$ 90 milhões de recursos da Lei Agnlo/Piva. Para o hipismo brasileiro está previsto o valor inicial de R$ 3.300.000,00.

Além do valor que cada entidade receberá para a execução do planejamento mensal em 2013, as Confederações irão dispor do Fundo Olímpico, fundo de reserva formado pelo COB com o objetivo de atender aos projetos especiais apresentados por todas as Confederações Olímpicas.

A Lei Agnelo/Piva destina 2% do prêmio pago aos apostadores de todas as loterias federais do país ao COB (85%) e ao Comitê Paraolímpico Brasileiro (15%). Para 2013 o COB trabalha com uma estimativa de arrecadação de R$ 160 milhões. Dos recursos recebidos, o COB é obrigado por lei a investir 10% no esporte escolar (R$ 16 milhões estimados para 2013) e 5% no esporte universitário (R$ 8 milhões em 2013). Dos cerca de R$ 136 milhões restantes, R$ 67,4 milhões serão aplicados diretamente nos programas das 29 Confederações Brasileiras Olímpicas, exceto o futebol. Somando este valor ao do Fundo Olímpico de R$ 21,6 milhões, as Confederações receberão um total de R$ 89 milhões, 16,84% a mais do que em 2012. Apesar do aumento às Confederações, a arrecadação da Lei Agnelo/Piva nos últimos anos não tem crescido na mesma proporção. Em 2011 a arrecadação foi 9,98% maior do que em 2012, enquanto que em 2012 o aumento foi de 5,13% em relação a 2011.

Para viabilizar o aumento de repasse às Confederações, o COB administrará diretamente em 2013 o mesmo valor estimado no início de 2012, que atenderá também a uma série de ações em prol do desenvolvimento das próprias Confederações e dos atletas. Dos R$ 47 milhões que serão administrados diretamente pelo COB em 2013, a entidade investirá nos projetos orientados especificamente para o treinamento e preparação de atletas e equipes; no incremento e na manutenção do Centro de Treinamento Time Brasil; na implantação do Laboratório de Ciências do Esporte; no envio das delegações para os Jogos da Lusofonia, em Goa, na Índia, e para os Jogos Sul-americanos da Juventude, em Lima, Peru; nas atividades dos cursos de gestão e capacitação promovidos pelo Instituto Olímpico Brasileiro; e na manutenção do próprio COB, entre outras ações.

Os valores que serão repassados às Confederações em 2013 partem de um mínimo de R$ 1,5 milhão anuais, como é o caso das Confederações de Desportos na Neve, Esgrima, Golfe, Hóquei sobre a Grama e Indoor, Levantamento de Peso, Rugby, Taekwondo e Tiro com Arco, a um teto de R$ 3,5 milhões a cinco Confederações: Atletismo, Desportos Aquáticos, Judô, Vela e Vôlei. Apenas a Confederação Brasileira de Desportos no Gelo não teve um valor estimado para 2013. O COB aguarda um relatório do presidente nomeado pela Justiça, Emílio Strapasson, para definir os futuros projetos para as modalidades de gelo.

Para a definição dos valores às Confederações em 2013 o COB levou em consideração a quantidade de medalhas olímpicas em disputa em cada modalidade, as perspectivas de resultados para os Jogos Olímpicos Rio 2016; a análise da gestão das entidades em 2012, o processo de classificação para os Jogos Olímpicos de Inverno Sochi 2014 e os resultados de cada Confederação neste ano em campeonatos mundiais e copas do mundo. Por fim, levou em consideração os atletas das Confederações que estejam entre os TOP 10 do mundo e os patrocínios que as Confederações receberão em 2013.


Confira os valores iniciais de cada Confederação em 2013:

Atletismo - 3.500.000,00

Badminton - 1.600.000,00

Basquetebol - 3.300.000,00

Boxe - 2.600.000,00

Canoagem - 2.600.000,00

Ciclismo - 2.600.000,00

Desportos Aquáticos - 3.500.000,00

Desportos na Neve - 1.500.000,00

Desportos no Gelo - *

Esgrima - 1.500.000,00

Ginástica - 3.300.000,00

Golfe - 1.500.000,00

Handebol - 3.300.000,00

Hipismo - 3.300.000,00

Hóquei sobre a Grama - 1.500.000,00

Judô - 3.500.000,00

Levantamento de Peso - 1.500.000,00

Lutas Associadas - 1.800.000,00

Pentatlo Moderno - 1.700.000,00

Remo - 2.200.000,00

Rugby - 1.500.000,00

Taekwondo - 1.500.000,00

Tênis - 2.200.000,00

Tênis de Mesa - 2.600.000,00

Tiro com Arco - 1.500.000,00

Tiro Esportivo - 2.300.000,00

Triatlo - 2.500.000,00

Vela e Motor - 3.500.000,00

Voleibol - 3.500.000,00


Comente | Comentários desta Notícia (0)


Outras Notícias
federações FILIADAS

nossos PARCEIROS


mídias SOCIAIS




nosso ENDEREÇO

Circuito N-NE de Hipismo
Fone.:(81)3343-5970/(81)3343-4837 | hipismo@hipismonortenordeste.com.br

Av. Bernardo Vieira de Melo, 428 - Sala 204
Piedade - Jaboatão dos Guararapes - Recife-PE | CEP: 54.440-620