Inscrições

Olá, estamos reformulando o sistema de inscrições, que logo retornará para melhor atendê-lo, por hora as inscrições devem ser feitas pela própria federação organizadora.
Aniversariantes do mês

01/06
Marcos Antonio Souto Maior Neto - PB
05/06
Henrique Soares - PE
11/06
Amanda Pedrosa - PE
12/06
Tavares - PE
12/06
Suzana Rios - BA
16/06
Maria F. Avelar - PE
19/06
Marlon Zanotelli - MA
21/06
Fred Didier - PE
23/06
Tatiana Nobrega Urquiza - PB
23/06
Sueli Braga - PE
24/06
Guilherme Kubo - SP
24/06
Maria L. Paiva - PE
28/06
Pedro Cordeiro - SP
30/06
Petrov Ferreira Baltar - PB
 

Imagem 1
Imagem 2
Imagem 3
Imagem 4


Notícias

6 benefícios de andar a cavalo
08/06/2018 - Fonte: Arca Parque

Andar a cavalo é um dos exercícios mais antigos da humanidade. Mas, o que antes era considerado apenas como um meio de transporte, agora é uma forma de lazer e de exercitar o corpo!

A prática da equitação e do hipismo traz diversos benefícios para o corpo e para a mente, perfeito para quem quer ter a musculatura tonificada e melhorar a postura. Vale muito a pena experimentar!

Neste post você vai entender por que o cavalo é o melhor amigo do homem e quais são os benefícios de andar a cavalo. Vamos lá?

1 Diminui o estresse e a ansiedade

Você sabia que a interação com animais pode diminuir o estresse? Isso mesmo! Estudos mostram que interagir com animais como cavalos diminui a pressão arterial e os hormônios que provocam a ansiedade. Também proporcionam uma sensação incrível de alívio e bem-estar, pois os pulmões e o cérebro recebem mais oxigênio durante o exercício. É muito recomendado para adolescentes no período estressante dos vestibulares, por exemplo!

2 Ajuda no tratamento de doenças neurológicas

A chamada equoterapia é um método terapêutico usado para a reabilitação de pessoas com doenças neurológicas, como síndrome de down, paralisia cerebral, Parkinson, Alzheimer e muitas outras. É comprovado que a equoterapia proporciona uma melhora significativa na mente e no físico dos pacientes.

3 Melhora a postura

Para galopar é preciso manter o corpo junto ao do cavalo, acompanhando o movimento. Além de ser necessário para andar a cavalo do jeito certo, isso ajuda a deixar sua postura mais ereta, o que previne problemas na coluna e deixa o corpo todo alinhado.

4 Fortalece os músculos

Os movimentos que você faz enquanto anda a cavalo trabalham a musculatura do corpo todo, mas principalmente dos membros inferiores. Galopar trabalha no fortalecimento da parte interna da coxa e das pernas e no enrijecimento muscular, ou seja, você pode ter aquela perna torneada que sempre quis!

5 Desenvolve o equilíbrio

A equitação também é uma grande ajuda para as crianças ganharem mais equilíbrio, força e coordenação motora. Nesse cenário rico de estímulos naturais, as crianças podem começar desde pequenininhas – muitas vezes a partir dos 2 anos de idade – a desenvolver o contato com estes animais, adquirindo até mesmo a linguagem e técnica equestre.

6 Gera autoconfiança

Saber montar e domar um cavalo é, sem dúvidas, uma grande conquista! Desenvolver essa habilidade proporciona mais autoconfiança a adultos e crianças, ajudando a superar outros obstáculos e desafios da vida. Muitas pessoas relatam também que andar a cavalo ajudou a melhorar a autoestima, convivência e disciplina em demais atividades. São lições que devem ser levadas para a vida!

Andar a cavalo é um exercício para todas as idades. Pessoas das mais variadas faixas etárias se beneficiam dessa prática, pois é um exercício mediano que tonifica a musculatura ao mesmo tempo que trabalha com a coordenação motora, além de aumentar o vínculo dos praticantes com a natureza e renovar suas forças – tudo o que você e toda a sua família precisa experimentar!

Sabe onde você pode encontrar isso pertinho de Goiânia e região? No Arca Parque, aqui temos a disposição o Haras Salomão, com vários cavalos para cavalgar, para visitar e muito mais. Temos também um ótimo restaurante, com receitas típicas de Goiás, e muito mais. Junte toda a família e venha passar o dia com a gente!!


Comente | Comentários desta Notícia (0)


Cavaleiros pernambucanos brilham em circuito na Bahia
06/06/2018 - Fonte: Folha PE

Competição foi realizada nos dias 4 e 5 de maio, em Lauro de Freitas, na Bahia
Apesar do fator chuva, que terminou deixando a pista molhada, escorregadia e aumentou o grau de dificuldade na competição, os conjuntos da Federação Equestre de Pernambuco (FEP) brilharam na II Etapa do Circuito Guabi Norte/Nordeste de Hipismo, realizado neste final de semana, no Equus Club do Cavalo, em Lauro de Freitas, na Bahia. Em praticamente todas as categorias, os atletas pernambucanos figuraram entre as primeiras posições.

Destaque para João Marcelo Monte Santos/SL Inclemente e Ciro de Andrade Bezerra/Cassilano, que conquistaram o título da etapa ao vencer as Séries Intermediárias (Mirim - 1,20m) e Especial (Sênior - 1,30m), respectivamente. "O nosso resultado foi positivo em quase todas as categorias que participamos. A chuva dificultou ainda mais, mas nossos atletas conseguiram superar as adversidades e terminar com um bom desempenho", destacou Maria Luiza Dourado, Diretora Técnica da FEP.

Na disputa por categorias, Pernambuco ficou em primeiro na Aberta (1,20m) com André Felipe Ferreira/Baluestre, segundo na Amador A (1,10m) e Amador B (1m) com Luiza Leão/Lancelot e Karla Avelar/Imperador CHZS, respectivamente; e terceiro com Karoline Urbana/Vivaldi na Escola Principal (0,80m).

"Agora é seguir firme a preparação visando os campeonatos brasileiros programados para julho. Antes disso, teremos mais duas etapas do Ranking FEP em maio e junho", concluiu Maria Luíza Dourado. A terceira etapa do Circuito Guabi Norte/Nordeste de Hipismo está marcada para os dias de 5 a 7 de outubro no Caxanga Golf & Country Clube, no Recife/PE.

Confira abaixo a lista dos cavaleiros da FEP na disputa:

Escola Principal (0,80m)
3º - Karoline Urbana/Vivaldi

Série Extra (1m)

Amador B
2º - Karla Avelar/Imperador CHZS
4º - Giliane Laurentino Funini/Iliaco J.Men

Jovem Cavaleiro B
8º - Maria Luiza Figueiredo Alves/SL Safo II
9º - Bianka Gomes Soares/Elizabeth

Série Preliminar (1,10m)

Amador A
2º - Luiza Leão/Lancelot (Amador A)
4º - Carlos Avelar/Chello CHZS

Jovem Cavaleiro A
5º - Antônio Victor Miranda/Brad Pitt

Série Intermediária (1,20m)

Mirim
1º - João Marcelo Monte Santos/SL Inclemente
2º - Paulo Henrique A. Paulo/Carano CHZS

Aberta
1º - André Felipe Ferreira/Baluestre
2º - João Pedro Chaves/Cuântica
3º - Ciro de Andrade Bezerra/Hanna Trapiche
6º - André Felipe Ferreira/HFB Britrany (Aberta)

Cavalos Novos (não pontua)
1º - Ciro de Andrade Bezerra/Halina

Série Especial (1,30m)


Comente | Comentários desta Notícia (0)


Prêmio Hipismo Brasil homenageia filho de Hortência e coroa melhores do ano
01/06/2018 - Fonte: Globo Esporte

Eleito melhor do hipismo pelo COB, João Victor Oliva foi homenageado por ser o melhor brasileiro no ranking de adestramento da Federação Internacional
Realizado na noite deste terça-feira, o Prêmio Hipismo Brasil coroou os melhores melhores e cavaleiros de cada modalidade em 2017. A Confederação Brasileira de Hipismo também prestou homenagem a algumas personalidades do esporte. Filho da ex-jogadora de basquete Hortencia João Victor Oliva foi homenageado por ter sido o melhor brasileiro no ranking de adestramento na Federação Equestre Internaciona (FEI). O cavaleiro não recebeu nenhum prêmio porque mora na Alemanha, e a celebração premia apenas por competições nacionais. Oliva já havia vencido como melhor do hipismo no Prêmio Brasil Olímpico.

Na cerimônia, Ronaldo Bittencourt Filho, presidente da CBH, destacou as principais conquistas do hipismo brasileiro no ano, como as conquistas de medalhas de ouro nas Copas das Nações em Hickstead (Inglaterra), Samorin (Eslováquia) e prata em Calgary (EUA) e destacou as vitórias em GPs 5* na Europa de Pedro Muylaert, Pedro Veniss e Yuri Mansur.

Além de João Victor Oliva, foram homenageados José Caio Frisoni Vaz Guimarães, líder do ranking de enduro de conjuntos e terceiro individual na FEI, e Artemus, que ganhou dois carros pela liderança nos rankings brasileiros de salto Senior Top e Indoor.

- Agora em 2018 já tivemos grandes resultados e o desafio maior da temporada são os Jogos Equestres Mundiais em setembro em Tryon (EUA), que pode ser considerada a Olimpíada do hipismo. A transparência é sem dúvida uma de nossas marcas no processo de mudança da CBH. Tenho certeza que com o empenho dos nossos atletas, pais e proprietários certamente teremos mais um ano memorável para hipismo brasileiro - afirmou Ronaldo Bittencourt Filho.

Veja os premiados de cada categoria

SALTO
Jovem Cavaleiro B - Yasmin Braun - FHSE
Jovem Cavaleiro A - Guilherme Frata Cintra - FPH
Jovem Cavaleiro - Mariana Frauches Chaves - FHMG
Jovem Cavaleiro Top - Maria Carolina Chuluck Scofano - FPH
Amador B - Camila Gibin Mendes - FPH
Amador A - Katharina Afrange Tuch - FPH
Amador - Giancarlo Aquino - FPH
Amador Top - Lucas Amoedo Conde - FPH
Master B - Deborah Penteado Martins Dias - FPH
Master A - Antonio Manoel Lopes Sanches - FPH
Master - José Vicente Marino - FPH
Master Top - Marco Antonio Martini Frederico - FPH
Cavalos Novos 4 anos - Jatobá Método / Eduardo Onoe
Cavalos Novos 4 anos - Kirah JMen / Agromen Agropecuária LTDA
Cavalos Novos 5 anos - Vingador das Cataratas / Roberto Emilio Daccache
Cavalos Novos 6 anos – G Macarena Tok / Lina Carneiro Melo Pinheiro Koren
Cavalos Novos 7 anos - Acarole do Refúgio / Maria Roberta Lemos de Almeida Vieira
Cavalos Novos 8 anos - Gitan M / Gustavo Oliveira Aguinaga de Moraes
Mini-mirim - João Malucelli Egoroff - FPH
Pré-mirim - Eduardo Coelho Barbara - FPH
Mirim - Leandro José Abrahão Duarte Alecrim - FPH
Pré-junior - Juliana Salles Amaral de Almeida - FPH
Junior - Pedro Malucelli Egoroff - FPH
Young Rider - Victoria Junqueira Ribeiro de Mendonça - FPH
Senior Top e Ranking Indoor - Artemus de Almeida - FPH

ADESTRAMENTO
Cavalos Novos 4 anos - Senhorita V.O. - Eduardo Alves de Lima / Renderson Oliveira - FPH
Cavalos Novos 5 anos - Hillari J / Marcio da Silva Alexandre - FPH
Cavalos Novos 6 anos - Garrido do Juliana / Giovana Pass - FPH
Cavalos Novos 7 anos - Fellini Interagro / Pia Aragão - FPH
Pônei Escola - Amanda Barih - FEERJ
Elementar Mini-mirim - Vinicius Ourique dos Reis Filho - FGEE
Elementar Amador - Carolina de Arruda Botelho - FPH
Elementar Profissional - Edson Pereira - FPH
Preliminar Mirim - Victoria Baptista de Oliveira - FPH
Preliminar Amador - Aneliese Franco Ferraz Gonçalves - FPH
Preliminar Profissional - Luciano dos Anjos – FPH
Média I - Amador - Luiza Affonso Squeff - FGEE
Média I - Amador - Cassia Cestari Delboni - PMERJ
Media I - Profissional - Alexandre Morais de Oliveira - FPH
Média II - Amador - Adriana Correa Martins - FEERJ
Média II - Profissional - Pia Aragão – FPH
Forte I - Amador - Mario Cesar de Andrade - FEERJ
Forte I - Profissional - Jeferson Rodrigo Pereira - FPH
Forte II - Amador Top - Souto Maior - CDE
Forte II - Senior - Mauro Pereira da Silva Junior - FPH
Intermediária Senior - Pia Aragão - FPH
Especial Senior Top - Giovana Pass - FPH

CONCURSO COMPLETO DE EQUITAÇÃO
0,40 metro Base - Leonardo de Castro Ferreira - FPH
0,70 metro Iniciantes - Jurandir Ramirez Junior - FPH
Mini-mirim - Isadora Bonacasata - FPH
Master - Silvano Bento de Souza - FPH
0.90 metro - Lucca Martins Pereira Lima - FPH
Mirim - Bruno Uliana Pogi - FPH
Nível 1 - João Carlos Sodre - FPH
Junior - Murilo Stabelini - FPH
Young Rider - Fernando Emanuel Souza da Cruz - FPH
Senior 1* - Fernando Emanuel Souza da Cruz - FPH
Senior 2* - Marcelo Tosi - FPH
Senior 3* - Marcio Appel - FPH

ADESTRAMENTO PARAEQUESTRE
Grau I - Vera Lúcia Martins Mazzilli – FHBR
Grau II - Marcos Fernandes Alves - FHBR
Grau III - Flamarion Pereira da Silva - FHBR
Grau IV - Luzete Pereira Fernandes – FHBR
Grau V - Thiago Fonseca dos Santos - FHBR

ENDURO
Aberta - Jovem - Evelyn Cristine Lima Ferreira – FHBR
Aberta - Adulto - Rafael Monção - FHBR
Graduado - Mirim - Carolina Rocca Borges - FPH
Graduado - Jovem - Natsumi Malena Valverde Kawahara - FHBR
Graduado - Adulto - Flavio Daccache – FPH
Curta 40km - Jovem - Laiz Piazzi - FHBR
Curta 40km - Adulto - Cristopher Clarke - FHBR
Curta 60km - Mirim - Pedro Pupo Mastrorosa - FPH
Curta 60km - Young Rider - João Pedro Bornia Antocheski - FPH
Curta 60km - Adulto - Felizardo Costa Brandão - FPH
1* 80km - Mirim - Diogo de Oliveira Martins – FHBR
1* 80km - Young Rider - Rodrigo Moreira Barreto - FHBR
1* 80km - Adulto - Pedro Stefani Marino - FPH
2* 120km - Young Rider - José Caio Frisoni Vaz Guimarães - FPH
2* 120km - Adulto - André Vidiz - FPH
3* 160km - Ana Carla Maciel - FPH

VOLTEIO
Dupla E – Clara Blatter Rocha Papin e Valentina Esteves Soares da Silva - Longueur: Carla Massenzi
Individual D Plena Femiino – Manuela Bastos Delgado – Longueur: Stephanie Burgi
Individual Junior 1* Feminino - Olivia Tavares da Cunha - Longueur: Carla Massenzi
Individual Junior 2* Feminino - Marina Guedes Gargantini - Longueur: Izac Araujo
Individual Senior 3* Masculino - Nicolas Martinez Valencia - Longueur: Carla Massenzi

ATRELAGEM
Infanto Juvenil Parelha - Júlia Alvarenga
Mini Mirim Singular - Tomás Pedro
Iniciante Singular - Eduard Schonburg
Master Singular - Anna Christina Garnett
Profissional Singular - Antonio Mariano de Souza
Profissional Parelha - Ana Carolina Borja de Almeida
Profissional Quadra - Antonio Mariano de Souza

RÉDEAS
Aberta - Gilson Vieira Diniz
Amador - Giovana Diniz
Aberta Principiante - Luiz Fernando da Silva
Aberta Principiante - Matheus Gabriel S. de Oliveira
Amador Principiante - Francielle Wisciniemski da Silva

TAMBOR
Jovem - Leonardo Lucca da Costa Lança
Feminino - Paula Beatriz Ferreira
Aberta Profissional - Luiz Carlos Bozza
Amador - Natalia Cargnin Inácio


Comente | Comentários desta Notícia (0)


Detalhes precisos sobre a Inseminação Artificial em Equinos
31/05/2018 - Fonte: Escola do cavalo

Considerada por alguns autores, a mais importante técnica já desenvolvida para o melhoramento genético dos animais, a Inseminação Artificial em Equinos permite um grande número de progênies por macho em um único salto.

Essa técnica vem ampliando as criações e proporcionando qualidade e potencial dos animais frente ao mercado.

Sobre a primeira tentativa dessa experiência, não há registros documentados, entretanto, sabe-se que a Inseminação Artificial teve as primeiras tentativas em equinos.

Vantagens da Inseminação Artificial em Equinos:
- Larga expansão de reprodutores superiores, de grande valor genético;
- Melhora da acurácia da seleção e facilitando o teste de progênie;
- O rebanho nacional ganha em melhoramento e desempenho da potencialidade;
- Podem-se modificar características de produção, por meio dos cruzamentos, a partir da IA;
- Pode-se utilizar o sêmen congelado de reprodutores já mortos, preservando boas linhagens;
- Permite o uso de sêmen de reprodutores incapacitados;
- Transmissão e propagação de doenças sexualmente transmissíveis podem ser evitadas;
- Favorece os meios úteis de pesquisas dos muitos aspectos da fisiologia reprodutiva de machos e fêmeas.

Poucas são as desvantagens dessa técnica, quando feita de forma adequada.

Alguns detalhes devem ser seguidos a risca para que todo o processo de IA seja realizado de forma adequada e alcance o sucesso.
- Veterinário treinado e qualificado para realização da técnica;
- Boas condições de higiene;
- Atenção especial ao manuseio das fêmeas;
- Detecção correta do cio.

Tipos de sêmen aplicados na IA

Atualmente, a técnica de inseminação artificial permite obter resultados idênticos ao da monta natural. Mas para isso algumas técnicas ampliadas são utilizadas nesse procedimento.
- A inseminação artificial com sêmen fresco: utiliza sêmen fresco, com o intervalo mínimo entre a coleta e a inseminação, inferior a 30 minutos.


Comente | Comentários desta Notícia (0)


Menino que não enxerga participa de competições com cavalo cego e se torna paratleta em MT
28/05/2018 - Fonte: Portal G1

A relação de Gabriel Luiz Ottoni, de 10 anos, e 'Pé de pano', um cavalo da raça quarto de milha, é de identificação e superação. Ambos possuem deficiência visual e, juntos, sagraram-se campeões em provas de três tambores, em Sorriso, a 420 km de Cuiabá.

“O fato de o cavalo ser cego fez com que ele se identificasse e, entre todos os cavalos da hípica, é o que ele mais gosta”, disse a dona de casa Jane Érica Pimenta, mãe de Gabriel.

Ele nasceu prematuro, aos seis meses de gestação, pesando 580 gramas, segundo a mãe. Após o nascimento, passou 100 dias na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) e precisou de doses excessivas de oxigênio para sobreviver.

No entanto, o excesso de oxigênio ocasionou o descolamento da retina, causando a deficiência visual.

Na infância, Gabriel sofreu com o preconceito e a mãe procurou instituições de apoio para conseguir lidar com as dificuldades do filho.

“Íamos ao parquinho e percebia que as outras crianças não queriam brincar com ele, se afastavam. Aí parei de levá-lo”, contou a mãe.

Já na escola o relacionamento é totalmente diferente. Ele recebe o apoio dos coleguinhas e também de uma auxiliar que o ajuda durante as aulas.

Em 2016, a escola foi o elo de uma relação ainda mais forte. A proprietária de uma hípica esteve na unidade escolar oferecendo aulas gratuitas de equoterapia para crianças com deficiência.

Gabriel foi escolhido para participar. No primeiro dia na hípica, com medo, o menino sequer se aproximou do cavalo.

Mas, no segundo dia, a identificação foi imediata. Ele conseguiu montar o animal e dar alguns trotes.

Com quatro meses de equoterapia, ele foi convidado a participar de provas de três tambores. Lá, na companhia de “Pé de pano” e dos instrutores que o acompanham, o avanço foi ainda maior.

“A primeira prova foi tão inesperada, que ele não tinha equipamento nenhum. Corri no mercado e comprei uma bota bem simplesinha”, lembra a mãe.

Das oito competições que participou, conquistou o primeiro lugar em três delas.

O bom desempenho chamou a atenção da Associação Brasileira de Criadores de Cavalo Quarto de Milha, que, em abril deste ano, concedeu a ele, o título de paratleta.

Gabriel também treina com outros cavalos, mas Pé-de-pano é o preferido.

Os treinos são realizados no mais absoluto silêncio, porque são as palmas dos instrutores que guiam cavalo e atleta.

A partir deste ano, as classificações de Gabriel nas provas somam pontos para que ele mude de categorias dentro da modalidade três tambores, até que possa participar das competições nacionais.

Além do título, o menino agora tem o aparato da Associação que também vai fornecer os materiais necessários para os treinos para que Gabriel participe das competições.




Comente | Comentários desta Notícia (0)


Outras Notícias
federações FILIADAS

nossos PARCEIROS


mídias SOCIAIS




nosso ENDEREÇO

Circuito N-NE de Hipismo
Fone.:(81)3343-5970/(81)3343-4837 | hipismo@hipismonortenordeste.com.br

Av. Bernardo Vieira de Melo, 428 - Sala 204
Piedade - Jaboatão dos Guararapes - Recife-PE | CEP: 54.440-620